Ford Media Center

Sistema Inovador de Detecção de Buracos Elimina Riscos Para os Condutores do Novo Ford Focus

  • Com os rigores do último Inverno, extremamente frio e chuvoso, muitas vias na Europa degradaram-se, tornando as viagens menos confortáveis e representando elevadas despesas para os condutores, a braços com mais buracos e ressaltos nas estradas
  • A tecnologia de detecção de buracos do novo Ford Focus pode reduzir as consequências do impacto num buraco na estrada. Esta função está integrada no sistema de Controlo Contínuo de Amortecimento (Continuously Controlled Damping) que monitoriza os dados recolhidos para proporcionar a máxima suavidade em andamento
  • A tecnologia foi aperfeiçoada numa pista de testes extremamente exigente, com recurso a réplicas dos piores buracos existentes nas estradas de todo o mundo

COLÓNIA, Alemanha, 28 de Junho de 2018 – Em diversas regiões da Europa, os condutores estão a braços com uma “crise de buracos na estrada”, este ano agravada, em algumas zonas, pelas tempestades carregadas de massas de ar vindas do Ártico, em condições de neve e gelo que contribuíram para acelerar a degradação dos pisos de inúmeras estradas do Velho Continente.

Durante o ano passado, em média, em Inglaterra e no País de Gales, foi reparado um buraco na estrada a cada 21 segundos*. Em Roma (Itália), as autoridades locais lançaram-se, no início do presente ano, na reparação de 50.000 buracos nas suas estradas em apenas um mês, tendo mesmo sido ordenado um inquérito judicial para avaliar o estado das vias da capital italiana**. Em Colónia (Alemanha), devido a um Inverno excepcionalmente rigoroso e gelado, foram, este ano, assinalados mais de 6.000 buracos nas estradas***.

As consequências dos buracos e ressaltos nas estradas não se limitam a piorar as condições de circulação e de conforto em cada viagem ou deslocação, por mais curta que seja, já que os sucessivos impactos em buracos e ressaltos podem, também, danificar rodas, pneus e suspensões dos veículos, situação que, para os automobilistas, se traduz em elevadas despesas com reparações.

A Ford está a ajudar a limitar o impacto das estradas danificadas no dia-a-dia dos condutores do novo Ford Focus, introduzindo uma tecnologia inovadora de detecção de buracos. O sistema consegue detectar o momento em que uma roda cai num buraco e ajusta a suspensão para que a mesma não afunde totalmente nessa depressão do piso. Dado que o pneu e a jante não atingem o buraco na totalidade, o posterior embate na margem oposta do mesmo não é tão violenta.

A resposta da suspensão traseira consegue ser ainda mais rápida que a da dianteira, pois o sinal enviado por esta última serve de pré-aviso à traseira, antes desta atingir o mesmo buraco. Tudo isto acontece numa fracção de segundo.

Como refere Guy Mathot, supervisor da dinâmica de veículos do Ford Focus, “Os nossos engenheiros estão sempre a analisar as piores estradas para testarmos as nossas suspensões ao limite e em condições reais, mas cada vez mais notamos que são as piores estradas que vêm ao nosso encontro. Os buracos nas estradas são um problema que não vai desparecer tão cedo, mas com a nossa avançada tecnologia de suspensão do novíssimo Focus, conseguimos reduzir o seu impacto.

O sistema de detecção de buracos do novo Focus é uma das características e funções da tecnologia de Controlo Contínuo de Amortecimento (Continuously Controlled Damping), sistema que, a cada 2 segundos, monitoriza dados da suspensão, carroçaria, direcção e travões, ajustando a resposta da suspensão do veículo para garantir a maior suavidade de andamento possível.

A Ford desenvolve os seus sistemas de suspensão recorrendo a uma estrada especificamente criada para o efeito nas instalações de testes e ensaios da marca na Bélgica, estrada essa que replica, com a maior exactidão, alguns dos piores buracos, ressaltos e outros perigos existentes em estradas de todo o planeta. Posteriormente, os engenheiros procedem ao aperfeiçoamento dos sistemas ao longo de centenas de horas de testes em diversas estradas públicas da Europa, monitorizando e analisando os níveis de carga e de tensão com recurso a equipamentos semelhantes aos utilizados pelos sismólogos no estudo dos fenómenos sísmicos.

# # #

http://www.asphaltuk.org/wp-content/uploads/alarm-survey-2018-FINAL.pdf

** https://www.thelocal.it/20180309/rome-prosecutors-to-investigate-potholes-in-the-capital

*** http://www.radiokoeln.de/koeln/rk/1498691/news/koeln

 

Sobre a Ford Motor Company

A Ford Motor Company é uma empresa global com sede em Dearborn, Michigan. A empresa projecta, fabrica, comercializa e presta serviços de manutenção a uma gama completa de veículos Ford de passageiros, comerciais, SUV, veículos eléctricos e aos veículos de luxo Lincoln, fornece serviços financeiros através da Ford Motor Credit Company e persegue posições de liderança em electrificação, veículos autónomos e soluções de mobilidade. A Ford emprega aproximadamente 202.000 pessoas em todo o mundo. Para obter mais informações sobre a Ford, os seus produtos e a Ford Motor Credit Company, visite www.corporate.ford.com

 

A Ford Europa é responsável por produzir, comercializar e assistir os veículos da marca Ford em 50 mercados e emprega aproximadamente 52.000 trabalhadores nas suas instalações e aproximadamente 66.000 incluindo as ‘joint-ventures’. Em conjunto com a Ford Motor Credit Company, as operações da Ford Europa incluem a Divisão de Serviço ao Cliente e 24 instalações fabris (16 detidas integralmente ou instalações em ‘joint-ventures’ consolidadas e oito em 'joint-ventures' não consolidadas). Foi em 1903 que os primeiros veículos Ford foram transportados para a Europa, no mesmo ano em que a Ford Motor Company foi fundada. A produção europeia iniciou-se em 1911.

CO2 Emission